quarta-feira, 19 de março de 2008

Jegue! Jumento! Mula!!!


Jumento, asno e jegue, são nomes regionais diferentes dados para exatamente o mesmo animal: o Equus asinus, uma espécie de "parente" do cavalo. O jumento é famoso por sua grande resistência e pode ser encontrado em praticamente todo o planeta, exceto em regiões mais frias. Desde o início das civilizações, ele vem sendo usado como animal de carga, sela e tração, sendo muito útil para trabalhos pesados no campo. Em média, tem 1,30 metro de altura e chega a pesar 400 quilos. Mula e burro, por sua vez, são um outro animal, formado a partir do cruzamento entre um jumento e uma égua. Quando o filhote desse acasalamento é uma fêmea, ela é chamada de mula; quando nasce um macho, ele é popularmente chamado de burro. Independentemente do sexo, esse animal é fisicamente mais parecido com a mãe, ou seja, uma égua, mas consegue herdar do jumento a força e a resistência. Graças a seu formidável equilíbrio, a mula (ou burro) consegue andar por caminhos íngremes nas montanhas, sendo muito útil como animal de carga. "Os burros e as mulas têm como característica principal a forte 'personalidade'. São animais que exigem muita perseverança e um trabalho específico para serem domados", afirma o veterinário Alexandre Gobesso, da Universidade de São Paulo (USP).
Quem é quem?
Ambos são usados como animais de carga, mas a mula é maior que o jumento.
Orelhas:
Uma das principais diferenças entre a mula/burro e o jumento é o tamanho das orelhas. As dos jumentos são bem maiores.
Porte:
Mulas e burros são mais altos que os jumentos. O porte depende do tamanho da égua que lhes originou, mas costuma ser mais que 1,50 metro.
Pelagem:
O jumento é mais peludo e tem várias formas de pelagem - acinzentada, branca e preta. Já o pêlo da mula/burro é baixo como o do cavalo.
Temos aqui um resumo sobre este animal especial... Um verdadeiro trabalhador.
Foto de: Fábio Nunes (Prof. da Uneb, Campus IV - Jacobina-Ba).
Tirada na serra do "Morro Branco" em Uibaí-Ba.
Abração!

2 comentários:

Adriana Fidelino disse...

animais merecem respeito

Adriana Fidelino disse...

animais merecem respeito